DOCERRADO.com



ROTEIROS              AVENTURAS              GRUPO              QUEM SOMOS
 .: SERRA DO CABRAL & ESPINHAÇO

Região: Serra do Cabral e do Espinhaço - MG
Atividade: Trekking
Relato: Flávio Martins - 17/02/21
Buenópolis é uma típica cidade do interior mineiro, com hospitalidade aconchegante, culinária de mão cheia e que ao seu redor existem inúmeros atrativos naturais. Fica no centro-oeste mineiro, porta de entrada do Grande Sertão Veredas e cravada entre a gigantesca Serra do Espinhaço e a Serra do Cabral. Na região ainda existem várias outras cidades, vilas, fazendas, incontáveis cachoeiras, trilhas e uma riqueza natural imensurável.

Sempre buscando novidades e roteiros que fogem do convencional, embarcamos para esta região em um sábado de ‘carnaval’. Rasgamos estrada até chegarmos diretamente a sede do Parque Estadual da Serra do Cabral e lá fomos muito bem recebidos e agraciados pela atenção e dedicação da Irene, da Exitur e do Jarbas, gerente do Parque.
Tivemos um breve bate papo sobre o PESCabral como o parque também é conhecido e ficou evidente sua importância. Rodeado e pressionado por fazendas e plantações de eucalipto, a Serra é uma caixa d’água de toda a região, refúgio da fauna e santuário para a flora.
Tão brevemente como chegamos, partimos para o alto da Serra do Cabral...
Estrada de terra que tem um visual muito lindo e nos leva até o início da trilha chamada, Descobrindo o Cabral.
A trilha foi cuidadosamente trabalhada pelo pessoal do parque, com placas de sinalização, abertura de trilhas, monitoramento exemplar e total suporte.
Passamos por um grande campo florido, onde observamos espécies do cerrado que não vemos aqui em nossa região (DF/GO). Seguimos firmes até a Vereda do Jacaré, passamos a pedreira e fomos até as pinturas rupestres. Trilha de muito conhecimento e com uma beleza bem diferenciada, que nos remete a perceber que sem dúvidas é um lugar que vale a pena voltar para explorar mais.
Voltamos para Buenópolis e agora sim podemos curtir as confortáveis acomodações do Hotel Pimenta e todo aquele carinho da família que cuida deste lugar que passamos a chamar de nossa casa na região. A noite conhecemos o Supimpa, lanchonete, restaurante e cozinha com uma culinária deliciosa e orquestrada pela Marina, que cuida também do Hotel Pimenta.
Acertado comigo mesmo, ter que voltar ao Supimpa só para “zerar” o cardápio de lá”.

2º dia, após um delicioso café da manhã partimos para a região do Balneário Cerca Nova e para a Cachoeira das Andorinhas. Outra estrada de terra com visual típico interiorano com verdes pastagens, belas fazendas e aquele ar de roça. Estacionamos os veículos e depois de um breve briefing iniciamos a trilha. Trilha leve, curta e beirando o rio seguimos diretamente para a parte baixa da cachoeira.
Chegamos, apreciamos a grandiosidade, nadamos e curtimos muito a Cachoeira das Andorinhas. Suas águas são escuras, conhecida como “cor de coca-cola” e com uma temperatura agradável foi um convite para um bom mergulho. Não demoramos muito lá, e partimos para a parte alta da Cachoeira das Andorinhas que é mais bacana de ficar. São várias seções de quedas, duchas, um gigantesco lajeado, borda infinita e um visual digno de falar: “Valeu Serra do Cabral!”.
Ficamos lá um bom tempo curtindo, fotografando, tomando banho, esquentando no sol e depois de um breve lanche descemos para o Balneário Cerca Nova. O balneário foi o local do nosso farto e saboroso almoço e ficou claro e evidente que depois daquele rango, qualquer atividade seria inviável, até porque nosso padroeiro São Pedro soltou aquela água toda que estava segurando na parte da manhã, quando estávamos nas cachoeiras... Obrigado São Pedro!
Chegando ao hotel, o grupo sempre fica ali jogando conversa fora e dessa vez fomos surpreendidos pela Marina com uma travessa de bolinho de chuva e uma garrafa de café feito na hora. Pensa na felicidade da galera!
A noite foi lá no Supimpa mais uma vez e a turma estava bem animada! Rolou uma apresentação feita pela Irene com degustação de cachaças da região como a Grama Verde e Providência. A galera teve que se conter para não ir até mais tarde, afinal no outro dia ainda teria mais atividades.

3º dia e aquele saboroso e farto café da manhã que você já acorda pensando nele e sem pressa o grupo foi se arrumando para mais um dia de aventuras. Desta vez partimos em direção de Curimataí que fica encostadinha na Serra do Espinhaço. Local com beleza e um ar bucólico, típico vilarejo que dá vontade de ficar. Cortando suas ruas passa um ‘riachinho’ que serpenteia pela frente das casa e algumas ainda possui uma arquitetura preservada que nos remete ao passado.
Deixamos os carros e partimos para a Trilha dos Moinhos que tem este nome por passar pelos moinhos onde era feito fubá. Seguimos firmes pela trilha e chegamos a parte alta da Cachoeira do Rio Preto. Beleza diferenciada com um visual muito lindo do vale e que possui também as águas escuras e fortes. O Rio Preto traz beleza e respeito, e não é permitido entrar na parte de cima por conta da força das águas e também por ser uma área de captação de água para a população.
Rolou aquela seção de fotos, uma boa curtida no visual, deitar um pouco nas pedras, aproveitar o sol e o momento. Depois de um tempo descemos para a parte baixa da cachoeira, local onde o banho é possível e é convidativo um mergulho no grande poço.
A força da cachoeira estava mesmo espantosa, o grupo ficou curtindo em um local seguro.
A Cachoeira do Rio Preto remete a uma catarata pela largura da queda e com um poço bem largo. Merece atenção redobrada que por conta da água escura esconde pedras e valas no fundo.
Depois de um bom banho voltamos para vila e lá almoçamos na Pousada Recanto das Águas, onde saboreamos uma farta e deliciosa comida mineira. Rolou até um cochilo na rede.
Para fazer a digestão fomos conhecer a bela Igreja Nossa Senhora da Conceição.
Lá tivemos uma boa aula de história com o Bruno, ótimo condutor e que preserva a cultura e história da região. Antes ainda de voltarmos para Buenópolis passamos em uma mina de água termal, para conhecer e também curtir aquele ultimo banho em terras mineiras.
A noite foi mais longa, última noite e a galera curtiu um farto e delicioso jantar preparado pelo pessoal do Supimpa. Era a despedida e a alegria mais uma vez esteve ali presente.

O outro dia foi só o tempo de colocar as coisas no carro, tomar aquele último café da manhã que já deixou saudades e pegar a estrada de volta. Impossível descrever resumidamente tudo o que vivemos, o que conhecemos e todos os momentos desta viagem. Foram 4 dias de muita atividade, amizade, energia boa e mais uma viagem de aventura feita especialmente para este grupo. Trabalho que começou bem antes da viagem, com um levantamento árduo e responsável para que tudo ocorresse bem.

Agradecemos de coração a participação e confiança pelo nosso trabalho: Bueno, Camila, Cristiane, Daniel, Gislene, Isabele, Itálo, João, Leila, Lu, Luiz, Marcelo, Maria Solange, Matheus, Neuzimar, Pedro, Roberto, Sol, Taã, Tânia e Yvone

Agradecimento especial aos parceiros da região:
- Irene da Exitur
- Marina e família do Hotel Pimenta
- Jarbas, Ewerson, Ricardo e aos d+ do PESCabral
- Curimataí: Pessoal da Pousada Recanto das Águas e ao Bruno


Faça parte do nosso grupo no Whatsapp e embarque nas próximas!!
+ informações: (61) 98232-7436

DOCERRADO.com
Juntando e fazendo amigos em busca de aventuras... desde 2004!

 .: VÍDEO